Projetos

projetotupiaba

18 April 2020

No Comments

Desenh(ando) com os pés

Marcellus do Nascimento de Freitas

 

Tudo surgiu com uma frase provocadora ao meu modo de pensar: “Vocês podem fazer o que quiser…”(Orlando Rosa Farias).

O ano foi 2018, aulas de Desenho V, onde os alunos têm a opção de seguir com poéticas pessoais, usando como fundamento a linguagem artística do desenho. Levando em consideração que eu gosto de desafios, e tenho a tendência de não querer ser um ser humano comum, fazer desenhos com os pés foi uma escolha ousada. Lembro ainda que um ano antes outra provocação estava presente em cada aula de escultura. Em um armário estava escrito sobre um papel “Ouse antes de usar!”.

Disabled Artist Woman Stock Photo - Download Image Now - iStockAssim como eu, todos os outros em fase de aprendizagem, que sustento com base no conhecimento que possuo, nunca acabará, afinal estamos em um constante evolução pessoal, e por vivermos em sociedade, torna-se coletiva, sendo assim um ato diário de treino me trouxe alguns benefícios. O desenho com o pé é o que chamo hoje, de prática performativa. Conforme vamos evoluindo biologicamente, especificamente neste momento contemporâneo, nossa tendência é de mudar ou moldar o mundo com as nossas mãos. O que acontece também neste percurso evolutivo é deixar de usar as funcionalidades motoras do nosso corpo inteiro, com isso iniciando na adolescência, nossos pés ainda vão sendo aos poucos “desligados”. Não que isso ocorra de forma a não sentir, mas sim de perda de funcionalidades ainda não exploradas, ou deixadas de lado.

Minha vontade com essa ideia de que todos podem sim executar a linguagem do desenho, é levando para cada um que vai experienciar essa prática uma nova maneira de execução. O que a torna não só aparentemente “fora da caixinha”, mas também uma nova abordagem instigante e desafiadora sobre o que nós podemos fazer.

 

 

 

Pequena Biografia:

Nascido em 1992, Filho de Maria das Graças G. do Nascimento, mãe solteira de quatro filhos, sendo eu o caçula de quatro homens, na Cidade de Vitória, capital do ES. Residente sempre nos bairros que fazem parte da região da Grande Goiabeiras, região ao norte da capital, localizada na sua parte continental, próxima do manguezal. Artista, performer, pesquisador e Educador. Graduando do curso de Artes Visuais licenciatura na Universidade Federal do Espírito Santo. Sendo meus conhecimentos fruto de uma vida académica toda no ensino público, iniciados no CMEI Reinaldo Ridolfi em 1998, frequentei o ensino fundamental na EMEF Marechal Mascarenhas de Moraes de 1999 até 2006 e o ensino médio na EEEFM Almirante Barroso em 2007. Ingresso na UFES através do seu último ano de oferta de cursos por vestibular em 2015, tendo a graduação iniciada no segundo semestre do ano de 2016. Fazendo uso de uma convergência de linguagens artística como o desenho e a performance, busca explicações na neurociência para a prática performativa da minha pesquisa “Desenh(ando) com os pés”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *