Projetos

projetotupiaba

19 April 2020

No Comments

Tricotando Experiências e Saberes De Vida

Maria da Penha Rodrigues de Assis

 

Como professora de Arte do Ensino Fundamental tenho como pressuposto trabalhar com os estudantes de modo colaborativo, produzindo  projetos a partir das suas próprias agências culturais, viabilizando diálogos plurais. A composição dos saberes e práticas dos projetos  coletivos se imbricam aos conhecimentos artísticos e culturais advindo das nossas experiências. Neste propósito em um dado momentos da conversa,  Pedro um dos estudantes, manifestou o desejo de partilhar o processo de conhecimentos de tradição ensinado pela avó e pelas tias. Esta tessitura culminou   no objetivo do nosso projeto: TRICOTANDO EXPERIÊNCIAS E SABERES DE VIDA refletindo sobre os saberes originários ancestrais valorizados nas experiências sensíveis de um  coletivo de mulheres (outras avós e tias) destes adolescentes que no tempo conciliado do tricô se permitem abrir as suas vidas privadas enquanto compõe o processo estético artístico da composição da  trama também caminham para si.

Estas experiências possibilitou a composição reflexiva do tricotares dos estudantes, quando trazem os saberes  de vida alinhada a estética da produção da obra de arte no tramar  do tricô, possibilitando aprendizagens  no campo das artes. Esta iniciativa coletiva  em pleno ato de abstração artística possibilitou  trocas de conhecimentos no partilhar de algumas dores da alma  e outras experiências vividas por eles em seus lares. Neste sentidos os participantes encontram neste espaço de interlocução artística,  linhas de fugas para os problemas dos seus cotidianos. Esta arte de valorização e sabedoria do tecer a vida com linha tricotando os reveses legitimado pelas   avós e tias destes meninos e meninas que inspirou o coletivo aos outras propósitos para o mesmo projeto: aprender os saberes de tradição destas mulheres que promovem entre si a força da promoção das  suas vidas implicando diálogos que refletem a violência contra a mulher, fato recorrente no percurso de vida destes estudantes. A ideia então, será pelo viés do tricotar com o Pedro, (re)construir estes saberes e experiências.

A metodologia será no formato de rodas de conversa, onde a técnica do tricô será mediadora entre as conversas sobre o tema proposto e outros que surgirem. Nesse tricotar, cada participante (adolescentes e suas famílias) estará trocando experiências e produzindo novos saberes, onde serão articulados aspectos diversos: cognitivo, emocional e social. O momento produzido será base para produção de vídeos com os estudantes e suas famílias (e outras práticas que forem sugeridas por eles durante o projeto) de modo a disseminar os diálogos sobre a violência contra a mulher e outros temas que surgirem, de modo colaborativo.

 

 

Pequena Biografia

Mulher, mãe, esposa, professora e desenhista. Sou uma mulher de mente inquieta e questionadora e que gosta de desvendar as coisas do mundo, viver emoções e sempre confrontar os porquês da vida. Sou a sétima filha de dez irmãos, filha de Pedro José e Djanira, pai mecânico da antiga CVRD semianalfabeto e com uma grande história de vida, mãe com pouco estudo porém trabalhou em escolas como servente, hoje ASG, moramos em Jardim América de lá só me lembro de uma queda que me deixou uma cicatriz na cabeça, eu era muito pequena e logo saímos de lá pois minha mãe mulher de luta comprou a nossa casa em Itapuã Vila Velha onde não havia nada só o vento, sou de família muito simples, fomos criados com pouco mas nunca passamos necessidades pois meus pais eram  muito queridos e sempre tinham pessoas de bom coração que nos ajudaram. Nessa casa tinha um grande quintal com árvores frutíferas, que era nossa alegria! Ah e o cheiro de terra molhada e dos bolinhos de chuva… Lembro muito bem do saco de pão pendurado no portão e a garrafa vazia para colocar o leite, que tempo bom! Também lembro da minha mãe dando-me as sacolas de pão pra eu desenhar nelas e enfim, lembro do meu falecido irmão artista Pedro Filho que me dava também seus pedacinhos de lápis pra eu desenhar e não atrapalhá­-lo nas suas pinturas. Sai dessa casa quando casei em 1984, comecei a universidade com dois filhos pequenos e a partir daí foi o grande salto na minha vida, onde fui buscando o meu lugar no mundo! Sou mulher forte e negra muito consciente do meu papel questionador nesse mundo! E lá vou eu!

Resumo do Lattes: 

Graduada  em Educação Artística  Licenciatura Plena pela UFES. Pós-graduada em Psicopedagogia pela FABRA. Professora efetiva no Município de Serra ES. Desde Outubro de 2007. Professora e desenhista, com vários projetos  desenvolvidos na EMEF Sonia Regina Gomes Rezende Franco, onde tenho posto de trabalho. Projetos realizados: Projeto bonecos de pano, Customização, Retrato de Mãe, Graffit, Show de Talento, Performance Flash Mob, Projeto pela NÃO VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER. Endereço do lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/busca.do

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *