Cosmologias

Valorizar escritas de projetos que validam conhecimentos dos povos indígenas, populações ribeirinhas, povos das águas, povos negros-quilombolas em seus saberes da vida e da terra, em suas cosmologias de conhecimentos.

O projeto  Tupiabá é um arcabouço de produções  de conhecimentos, que potencializam a história e memória nas pertenças identitárias  na diversidade, possibilitando reconhecer essas populações em seus modos de produção de trabalho e vida, possibilitando  processos e valores almejados a equidade social. 

O que desejamos é construir projetos que envolva as populações  diretamente, para tal, muda-se os formato, as arquiteturas dos processos de produção de trabalho,   distanciando-se do modo academicista de produção da mais valia na pesquisa em prol de qualificar projetos e programas das  universidades para uma lógica de participação ativas destes sujeitos sociais nos meandros acadêmicos .

Tupiabá inspira as  produções de culturas dos povos  Indígenas, sobretudo, no espaço de preservação e  luta pela permanência da língua materna. Linguagem agenciada e articulada na  relação conhecimentos, etnosaberes cosmológicos com a terra.

O nosso propósito de conhecimento é valorizar e elaborar Projetos de raízes desta e de outras culturas, no decurso do seu bem viver, em contextos interativos distendidos no tempo e no espaço em que habitam e são guardiões(ãs).

Para Download clique nas 3 bolinhas no canto inferior à direita do vídeo.

O propósito é a circularidade de composições discursivas, implicando autorias coletivas.

15

PESQUISADORES

5

INSTITUIÇÕES

2

GRUPOS DE PESQUISA

4

ESTADOS

INSTITUIÇÕES

PROGRAMA DE LICENCIATURA
INTERCULTURAL INDÍGENA
PROLIND/UFES